O que significa geomarketing e como pode potencializar sua estratégia? - Anuncie com a FolhaPE ADS - Blog e Serviços
Blog

O que significa geomarketing e como pode potencializar sua estratégia?

dezembro 17, 2018
Tempo de leitura 6 min

O geomarketing é a vertente do marketing na qual a localização significa tudo, tendo em vista o esforço de vendas. A influência da internet nos hábitos de consumo já é mais que conhecida, contudo, ainda pode ser melhor explorada, principalmente considerando a massificação das pesquisas mobile.

Não é exagero, afinal, as vendas por dispositivos móveis já abocanham 48% do total dos negócios feitos no varejo. Um percentual gigantesco e até surpreendente, já que, em menos de 10 anos, esse valor era inferior a 1%, segundo o IBM Coremetrics Forecast de 2011. Desta forma, não dá para ignorar a importância do local na hora de direcionar ações e estratégias de marketing, concorda?

Continue lendo para saber mais sobre esse conceito e como ele pode ajudar sua empresa a lucrar ainda mais!

O que é geomarketing?

O geomarketing é uma forma mais inteligente e sensata de levar produtos e serviços às pessoas. Um dos obstáculos enfrentados por clientes é a necessidade de se deslocar para as compras, logo, essa é uma barreira eliminada com o marketing geográfico.

Você já deve ter reparado que, em seu smartphone, periodicamente “pipocam” alertas enviados pelo Google, avisando da proximidade de um local interessante ou alertando sobre as condições de tráfego.

Pois o geomarketing segue exatamente o mesmo princípio. A partir da sua posição, detectada pela tecnologia GPS instalada em celulares, é possível mostrar informação útil e relevante. Assim sendo, nada mais adequado do que aproveitar a janela de oportunidade que se abre para exibir ofertas, desde que você já tenha demonstrado interesse.

Veja a seguir as vantagens do geomarketing e de que forma seu negócio se beneficia do mapeamento de público-alvo. Na sequência, explicaremos de que forma você poderá ter acesso à localização das pessoas com quem já tenha um relacionamento.

Coloca o foco no cliente

Empresas realmente empenhadas em vender mais sabem que, se seus esforços não estiverem centrados no cliente, só servirão para aumentar os prejuízos. Nesse sentido, o geomarketing é uma das maneiras possíveis de evidenciar sua preocupação em atender bem e até para explorar o remarketing com mais assertividade.

Uma coisa é enviar uma promoção por tempo limitado quando a pessoa está em casa, instalada no conforto do lar e pouco disposta a sair. Outra é enviar a mesma promoção quando ela está no mesmo bairro ou rua da sua loja. Não é clara a diferença?

Dessa forma, você mostrará para seus potenciais compradores que não está apenas interessado em vender custe o que custar, mas em facilitar a vida deles.

Analisa onde estão novos mercados

A tecnologia de GPS permite identificar onde poderão estar eventuais compradores. Desde que você tenha as ferramentas para conhecer a localização das pessoas que se aproximam de seu negócio, será possível até conhecer novos nichos.

Pelo Google Analytics, por exemplo, você tem acesso, na tela principal, à localização das pessoas que acessam seu site.

Vamos supor que parte desses acessos vêm de uma cidade em que você não tem presença alguma. Não seria o caso de avaliar a possibilidade de levar suas mercadorias para essa região?

Monitora a concorrência

Para quem está estudando uma possível expansão ou pensa em abrir uma nova unidade física, a geolocalização é também um recurso imprescindível. Pelo Google Maps, você poderá saber onde estão posicionados seus concorrentes, o que não deixa de ser um dado de interesse e, o mais importante, coletado instantaneamente e na palma da mão ou tela do seu PC.

Em um plano de negócios, o local é muito importante para o sucesso, e isso implica a encontrar a melhor posição para seu Ponto de Venda (PdV). Desta forma, sabendo onde a concorrência se encontra, é possível evitar uma localização estrategicamente ruim.

Ao mesmo tempo, você ganha capacidade de monitorar onde eles estão e o que estão fazendo, ao avaliar suas fichas na plataforma Google Business, baseada na localização no mapa.

Segmenta o público-alvo

Você já ouviu falar do recurso conhecido como Geofencing? Trata-se da forma de se fazer marketing direto usando a geolocalização, na qual sua empresa pode exibir ofertas em tempo real, conforme a localização de um potencial cliente.

Assim que essa pessoa entrar no raio coberto pelo seu negócio, recebe um alerta, que pode ser em forma de SMS ou notificação no Facebook. É assim que faz o já citado alerta do Google para trânsito, que emite relatórios sobre o tráfego, desde que você esteja próximo de um ponto de interesse ou no qual transite regularmente.

Portanto, temos no geomarketing uma ferramenta eficaz também para criar segmentação, baseada na localização das pessoas e preferências demonstradas e identificadas por cookies.

Melhora o engajamento

Não se pode deixar de destacar que toda forma de comunicação baseada na posição em um local aumenta consideravelmente o potencial de engajamento. Perceba que, mais do que atrair clientes, sua empresa precisa cultivar relacionamentos. Isso significa não só oferecer produtos, mas aproveitar as chances que tiver para mostrar que está atento às necessidades das pessoas.

Imagine o efeito, em termos de imagem, se sua loja enviasse um convite para um cafezinho amistoso, sem compromisso, apenas porque detectou que um cliente recorrente está por perto?

Como localizar as pessoas da forma mais respeitosa, utilizando o facebook?

Evidentemente, não seria interessante para sua empresa, tampouco para as pessoas, explorar a localização sem nenhum contato prévio. Seria arriscado ou, na pior das hipóteses, pode ser considerado invasivo. Assim, o efeito seria o oposto do esperado e sua empresa sairia com a reputação arranhada.

Considere que, antes de mais nada, é preciso buscar formas de criar relacionamentos com as pessoas. Nesse aspecto, o Facebook pode ajudar. Pelo aplicativo messenger, você poderá saber a localização de amigos em tempo real, desde que eles autorizem o monitoramento. É mais um recurso que sua empresa terá para explorar, junto às soluções que as plataformas de anúncios já oferecem, mas de maneira pouco transparente.

A escalada do comércio eletrônico e mobile comprova que o geomarketing não é apenas uma tendência, mas uma forma de se ampliar a capacidade de vendas indispensável. Não deixe de aproveitar seu enorme potencial, suas vendas podem depender disso!

Já que citamos as plataformas de anúncios, que tal expandir ainda mais seus conhecimentos, lendo o artigo em que explicamos as diferenças entre mídia direta e mídia programática?

Você também pode gostar

4 Comentários

  • Responder Marketing imobiliário: veja como funciona o marketing para construtoras - Anuncie com a FolhaPE ADS - Blog e Serviços janeiro 21, 2019 at 5:24 pm

    […] em relação ao local, estratégias que usem geolocalização como critério para exibição de anúncios e captação de leads é também recomendável. Uma […]

  • Responder Whatsapp business: como usá-lo para vender mais? - Anuncie com a FolhaPE ADS - Blog e Serviços março 11, 2019 at 11:00 am

    […] tempos de geomarketing, nada melhor do que ter um canal de atendimento que facilite a tarefa de encontrar seu negócio. […]

  • Responder Como ter mais eficiência nos investimentos em mídia digital? - Anuncie com a FolhaPE ADS - Blog e Serviços abril 1, 2019 at 3:19 pm

    […] eficaz ao longo do processo de gestão de leads. É fato que redes sociais têm um peso maior para negócios locais, enquanto sites e blogs são mais efetivos para segmentos mais abrangentes, embora isso esteja em […]

  • Responder Como fazer uma segmentação de marketing eficaz para publicidade online? - Anuncie com a FolhaPE ADS - Blog e Serviços abril 5, 2019 at 9:20 pm

    […] leva a um outro componente da segmentação de marketing que não pode ser deixado de lado, a localização. Mais uma vez, deve-se destacar que há setores em que o ponto de venda faz toda a diferença na […]

  • Deixe um comentário

    Scroll Up