Maturidade digital: o que é e como descobrir se a sua empresas tem? - Anuncie com a FolhaPE ADS - Blog e Serviços
Blog

Maturidade digital: o que é e como descobrir se a sua empresas tem?

novembro 22, 2018
Tempo de leitura 6 min

A maturidade digital revela se sua empresa está realmente preparada para atuar em um cenário progressivamente tecnológico. Trata-se de um importante componente, relacionado com a capacidade de inovar e de adaptar a um mercado sempre em movimento.

Essas são algumas das conclusões extraídas de um estudo feito pela parceria entre a consultoria Deloitte e o MIT, o renomado Instituto de Tecnologia de Massachusetts. A pesquisa contou com a participação de 3,5 mil executivos de empresas de diversos segmentos e tamanhos.

E a sua empresa, como será que se encontra hoje, considerando o nível de afinidade com processos, ferramentas e cultura voltados ao mundo digital? Continue lendo para saber!

A importância de atingir a maturidade digital

Ser maduro digitalmente significa não apenas acumular conhecimento para operar conforme as práticas correntes de uso da tecnologia. Trata-se de compreender toda uma configuração de negócios, voltada para um mundo em que a comunicação se materializa em plataformas e formatos diversos.

É importante referenciar seu negócio em um contexto mais amplo, em que todas as operações têm o seu sucesso determinado pelo seu nível de penetração na escala virtual.

Isso tem a ver com a Transformação Digital, como se convencionou chamar o período, ainda em curso, no qual os ambientes de negócios são totalmente configurados com uso da informática e para estar na Internet. Portanto, sem essas duas plataformas, não há como prosperar.

Por estes e outros motivos, a pesquisa da Deloitte/MIT nos traz revelações até certo ponto surpreendentes.

O que dizem os números

Entre as muitas descobertas, a que mais chama a atenção é a de que 34% das empresas menos maduras digitalmente passam mais tempo falando sobre negócios digitais, sem colocá-los em prática.

De fato, uma das maiores dificuldades, em especial nas PMEs com pouco tempo no mercado, é colocar em prática estratégias de negócios digitais. Isso acontece, em parte, porque:

  • a empresa não foi constituída em virtude de oportunidades detectadas, ou não as identificou corretamente;
  • seus líderes têm pouca ou nenhuma afinidade com tecnologia ou;
  • não têm uma ideia formada sobre a importância do marketing;
  • entendem que consolidar presença na Web é gasto, não investimento.

Diante das dificuldades, os números da pesquisa também mostram a realidade oposta. 75% das empresas amadurecidas digitalmente pretendem aumentar investimentos em negócios pela Web dentro de dezoito meses ou menos.

Como descobrir se sua empresa é madura digitalmente

Perante os números, a questão inevitável é saber como identificar em que nível de maturidade digital sua empresa se encontra. De forma resumida, considere o quanto ela coloca em prática os passos descritos a seguir.

1. Presença e visibilidade na internet

Tudo começa ao dar vida a dois elementos chave para que um negócio possa concretizar estratégias voltadas para o marketing digital: o site e respectivas redes sociais. Portanto,, uma empresa na primeira fase de maturidade digital deve ter um site responsivo e uma fanpage no Facebook, além de uma conta no Google Analytics configurada.

A partir disso, você poderá desenvolver ações que permitam ao seu negócio atrair clientes. Nos sites, as pessoas o encontrarão por meio de um blog e nas redes sociais, ao investir em campanhas ou posts impulsionados.

2. Investimentos em marketing de conteúdo

Garantida a visibilidade na internet, o site ganha relevância e passa a aparecer gradativamente em melhores posições na busca do Google e surgem as primeiras vendas. Isso depende da formação de personas — perfil fictício de cliente, baseado em seus clientes reais — mapear a jornada de compra e manter publicações regulares em um blog.

As personas servem para orientar a produção de conteúdo, já que é para elas que seus profissionais escrevem blog posts, infográficos e e-books.

Já a jornada de compra é, resumidamente, o caminho que as pessoas trilham antes de fechar negócio com sua empresa. Esse caminho deve ser compreendido em termos de tempo e espaço (virtual), ou seja, quanto tempo levam e por onde elas passam antes da compra.

3. Desenvolvimento de métricas e BI

Uma vez que os esforços de marketing digital comecem a apresentar resultados, é possível, por intermédio dos dados fornecidos pelas ferramentas de mensuração, tomar decisões para melhorar. Isso evidencia o desenvolvimento da Business Intelligence (BI), fundamental para manter a competitividade.

Empresas nesse estágio de maturidade já sabem como extrair dos relatórios do Google Analytics, Search Console e outros similares as informações de que precisam para realinhar suas ações. As vendas já acontecem com certa regularidade, o que permite até mesmo vislumbrar novas frentes de atuação e expansões.

4. Autoridade no seu segmento

Negócios mais evoluídos digitalmente já conquistaram, por meio da produção sistemática e regular de conteúdo, posições de destaque na busca orgânica do Google. Por isso, são premiados com referências em outros sites, já que suas publicações constantemente aparecem como resultados sempre que se faz uma busca relacionada.

Assim, conquista-se a autoridade digital, o que possibilita explorar outras frentes de marketing pela Web com muito mais facilidade, como o e-mail marketing e a segmentação em nichos de clientes.

O que fazer se o negócio se encontra na estaca zero

Ao cotejar os dados revelados pela pesquisa Deloitte/MIT, podemos também concluir que o Brasil ainda precisa evoluir muito, até que se possa dizer que somos maduros digitalmente.

Não são poucas as empresas que deixam de explorar as possibilidades de negócios que a internet pode oferecer, entretanto, sair da “idade da pedra” é menos complicado do que se pensa.

As redes sociais, por serem gratuitas, são a forma mais rápida de começar uma estratégia que utilize a internet e as métricas digitais. Uma vez que você consiga manter pelo menos uma frequência de publicações semanal, poderá avançar e estruturar um site. Há plataformas como o Wix, gratuitas, em que até mesmo leigos em programação podem montá-lo rapidamente, com direito a blog e outros recursos.

Para empresas que já estão posicionadas e desejam melhorar seus resultados, as alternativas são ainda mais numerosas. Conteúdo patrocinado, mídia programática e marketing de influência, por exemplo, são algumas das formas de ampliar o alcance das ações e consolidar a reputação da marca.

Contudo, o mais importante é compreender que a maturidade digital é um processo contínuo, que, necessariamente leva tempo e exige persistência, aplicação e apoio profissional.

Assim sendo, assine nossa newsletter, continue bem informado e faça do marketing digital a sua principal plataforma de geração de negócios!

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário

Scroll Up