Investimento em marketing digital: descubra como fazer de maneira correta! - Anuncie com a FolhaPE ADS - Blog e Serviços
Blog, Destaque da Semana

Investimento em marketing digital: descubra como fazer de maneira correta!

janeiro 10, 2019
Tempo de leitura 6 min

O investimento em marketing digital já é reconhecidamente mais seguro do que nas mídias offline. Mensuração, ROI elevado e escalabilidade são algumas das vantagens apresentadas por conteúdos e anúncios em sites e redes sociais. Trata-se do Inbound Marketing, que pode ser interpretado como o marketing que parte de dentro das empresas para fora. É o processo inverso ao tradicional, no qual o fluxo de produção de material promocional parte de fora, com efeitos posteriores e não mensuráveis.

Nesse aspecto, a pesquisa Panorama das Agências Digitais, publicada pela Rock Content, traz dados interessantes. É revelado, por exemplo, que as agências que investem em campanhas pela Web geram 2,74 vezes mais leads do que as que não o fazem.

Sendo assim, é muito importante definir com precisão o orçamento destinado ao marketing digital, concorda? Na sequência, trataremos deste assunto para que você saiba por onde começar. Tenha uma ótima leitura!

Agência especializada

Assim como a terceirização representa vantagens em termos de custos e na entrega de serviços, agências de marketing digital são a opção indicada para as empresas. Pelo menos nos primeiros passos, é altamente recomendável confiar a elaboração e execução de estratégias a especialistas no assunto.

Embora possa parecer que se trata de um custo muito elevado, o investimento em marketing digital na forma de parceria com uma agência não é proibitivo. Na verdade, o termo agência é mais uma forma de se referir a um tipo de prestação de serviço bastante democrático.

Isso porque, assim como há perfumes para todos os gostos, há agências capazes de apoiar quase todo tipo de negócio. Dos grandes grupos midiáticos produtores de conteúdo patrocinado até PMEs e MEIs, sempre há possibilidades para quem quer investir.

Portanto, se seu budget não é muito alto, não significa que sua empresa deverá se limitar ao boca a boca para se fazer conhecida. Considere, nesse caso, outro dado revelado pela pesquisa Rock Content. De acordo com o estudo, 57,3% das agências digitais adotam o modelo de precificação por projeto.

Dependendo dos objetivos traçados e prazos disponíveis, sempre será possível contar com o auxílio de profissionais dedicados. Assim, suas campanhas produzirão resultados efetivos dentro das suas expectativas e proporcionalmente aos valores investidos.

Outra possibilidade é contratar os serviços de empresas com expertise em conteúdo e que, em função disso, são capazes de prestar serviços de consultoria digital. É o caso da Folha PE, cuja atuação multicanal a credencia a apontar as melhores soluções em marketing digital para sua empresa. A vantagem em relação às agências digitais é a ampla credibilidade, alcançada ao longo de anos publicando conteúdo noticioso.

Links patrocinados

A mídia programática, como também são conhecidas as plataformas de anúncios de links patrocinados pela internet estão entre os formatos mais utilizados para gerar leads e tráfego. Aqui, vale voltar ao Panorama das Agências Digitais para entender melhor como funcionam e que espaço esse tipo de anúncio pode ocupar.

Conforme apontam os números, 31% do retorno gerado por marketing digital vem desse formato. Por outro lado, o percentual expressivo não significa que este deva ser o foco das ações. Na verdade, o retorno produzido por cliques em anúncios fica muito atrás do que se verifica no tráfego orgânico, responsável por 60,4% do ROI.

De qualquer forma, links patrocinados têm a importante função de gerar brand awareness, ou seja, chamar a atenção do público para sua marca. Reconhecimento e boa reputação faz toda a diferença, por isso, é sempre válido investir nesse tipo de mídia.

Criação de conteúdo

Você viu que o tráfego orgânico responde pela maior parte do ROI nas agências de marketing digital. Não gera efeitos imediatos, entretanto, é mais sustentável e menos caro do que os anúncios, em virtude de outros aspectos.

Em termos de orçamento, o marketing de conteúdo exige aporte inicial maior, não pelos valores em si, mas pela expectativa de retorno. Como precisam de mais tempo para gerar resultados, é indicado investir valores que sejam recuperáveis no longo prazo.

Considerando esse dado, você poderia até se questionar se vale a pena, afinal, se há algo que empresa alguma tem sobrando é dinheiro, certo?

A questão principal é que a criação de conteúdo é, essencialmente, estratégica. Ela se presta para objetivos de médio e longo prazo, por isso, não é indicada para empresas que não tem perspectiva de se consolidar no mercado.

O “pulo do gato” acontece quando, depois do prazo estipulado, sua empresa passa a ser referência, em virtude do conteúdo que a faz ganhar posições de destaque na busca do Google.

Isso faz com que os orçamentos estabilizem, enquanto o ROI é progressivamente maior. Enquanto os links patrocinados são um “tiro curto”, gerando resultados rápidos e que se esgotam se você deixa de investir, o conteúdo produz uma espécie de efeito bola de neve. Quanto mais seus artigos, vídeos e e-books são encontrados nas buscas que as pessoas fazem, mais autoridade você ganha.

Essa autoridade, na Web, é como se fosse o boca a boca offline. Portanto, é uma mídia espontânea e, o melhor de tudo, gratuita, que só é possível graças ao conteúdo relevante.

Os primeiros passos

Agora que você conhece as principais formas de investimento em marketing digital, pode compreender ainda melhor as maneiras de se fazer com mais segurança. Resumidamente, destacamos os seguintes passos.

Defina seus objetivos

Sua empresa quer se tornar reconhecida? Deseja aumentar as vendas em 15%? Quer elevar seus indicadores sociais? Independentemente das metas, a primeira coisa a ser feita é determinar objetivos que sejam mensuráveis, portanto, medidos em números.

Defina as plataformas

A escolha da plataforma parte da definição dos objetivos. Por exemplo, uma promoção relâmpago pede investimentos em link patrocinados. Já metas ligadas ao reconhecimento de marca têm no conteúdo seu melhor formato de marketing digital.

Entenda os custos de cada uma

Não há valores fixos que possam ser apontados para cada tipo de estratégia, contudo, há estimativas que variam conforme o porte da empresa. As que têm mais maturidade digital, logo, mais tempo no mercado, devem alocar entre 6%a 12% do seu orçamento total para o marketing digital. Já as menos conhecidas precisam reservar entre 13% e 20%, aproximadamente.

Tenha em vista que, para as empresas iniciantes, o percentual maior tende a gerar retorno mais rápido, já que é comum serem recebidas como diferenciais em um mercado saturado. Ou seja, não é o investimento em marketing digital por si só, mas todo contexto que vai determinar o sucesso do que sua empresa vier a oferecer pela Web.

Ficou interessado no tema e quer se aprofundar ainda mais? Acesse agora o artigo em que mostramos como montar um plano de marketing digital para o seu negócio!

Você também pode gostar

1 comentário

  • Responder Como usar a estratégia de microinfluenciadores digitais em 2019 - Anuncie com a FolhaPE ADS - Blog e Serviços fevereiro 11, 2019 at 8:03 am

    […] dedicado a responder essas perguntas e fornecer a você um panorama desse tipo de estratégia de marketing digital em 2019. Leia até o […]

  • Deixe um comentário

    Scroll Up